quarta-feira, abril 15, 2009

Suores frios acordam-ne na noite,
Despertando-me de um sonho mau...
Olhando o vazio na penumbra,
Visões nebulosas retornam à minha mente.

Recordo imagens em que voltavas a fugir-me
Uma vez mais, sem sentido, sem motivo...
Recordo palavras mudas dolorosas,
Uma vez mais, tão étereas quanto reais.

Tremendo, estendo o braço na tua direcção
Esquecendo, confuso, como está vazio.
Ignorando as cicatrizes que teimam em abrir
Abraço a tua almofada fria, suspirando...

[Adormeço,
embalado pela recordação do teu perfume,
que me traz um breve sono imaculado]

3 comentários:

alphatocopherol disse...

E o que dizer perante um texto assim!?

Fabuloso, enternecedor... nas frases angustiantes a despertar também esse sentimento no leitor... em poucas linhas tantos sentimentos!

Brilhante!

Chas. disse...

Sentimentalmente real e belo...

annie stelar disse...

era só um sonho mau :)