quinta-feira, outubro 22, 2009

O Basilisco

Erguendo-se da água escura,
O Basilisco abandona o seu abrigo,
Com os seus olhos que inspiram loucura,
Tudo o que respira está em perigo.


Abrindo as asas sobe no ar,
Espalhando pelos campos o terror,
Voa sob os raios de luar,
Enchendo quem o contempla de torpor.


Misto de morcego e serpente,
Corpo de galo e de dragão,
Aterroriza fraca e forte gente,
Matando tudo o que se atravessa na visão.


Com o seu olhar venenoso,
Transforma em cinzas quem o vislumbra…
Com o seu hálito sulfuroso,
Sufoca o incauto na penumbra…


Este monstro, poucos o sabem deter…
Não com o odor de doninha nem canto de galo,
Pois apenas o seu reflexo o consegue abater,
Obrigando as trevas a recolher o seu vassalo.


E assim todas as longas noites brumosas,
O Basilisco atravessa o firmamento,
Aterrorizando as pessoas receosas,
Para por fim regressar ao seu acolhimento.


[Mergulhando na água escura,
O Basilisco regressa ao seu abrigo,
A uns, os seus olhos lançaram na loucura,
Aos outros, o medo do regresso do perigo.]

8 comentários:

João disse...

Fica aqui uma singela homenagem a esses monstros mitológicos que durante séculos aterrorizaram a imaginação da população europeia.

Porquê o Basilisco? Um doce a quem adivinhar :P

R.B. NorTør disse...

Só se o doce por adivinhar o porque de um BasElisco for um chocolate suíço!

João disse...

Rápido, embora esteja tão certo como errado: apesar de em português a cidade e o monstro terem nomes parecidos, origem etimológica é diferente. A razão passa por, coincidentemente, o monstro ser considerado o Guardião da Cidade, devidamente homenageado em diversas estátuas, estatuetas e fontanários por toda a cidade, em especial junto ao rio!

Quando cá estiveres pago-te meio doce! :P Abraço

alphatocopherol disse...

Basilisco é o Basílio Horta a dar de comer a um pisco... :p

Isto já seria um exercício linguístico rebuscado :)

Excelente texto!

R.B. NorTør disse...

Rebuscado mas muito dentro de espírito de um certo humor calçadesco de que Lisboa parece estar carenciada!

Gosto muito de meias-tabletes de toblerone, daquelas de kilo! =)

Chas. disse...

Viva,

Grande texto! Gostei bastante.

Depois de umas horas a trabalhar vamos lá inventar uma teoria completamente lúcida:

Sendo um galo incubador do ovo dos Basiliscos na mitologia (segundo uma das teorias), e nós sermos todos conectados à imagem do Galo de Barcelos; sendo Portugal um "réptil económico" e termos muitas serpentes neste território, acho que temos reunidas as condições Heráldicas para sermos cidadãos Basilicos.

E mais não digo antes que me mandem tomar algum comprimido :)

annie stelar disse...

Basiliiiiiiiiiisk

Captain Dildough disse...

Fónix, pq é q eu só leio estas porras agora?