terça-feira, outubro 07, 2008

Petrificando a memória



Sinto o húmido aviso...
Depressivo e sentido.
Sinto-o quente, o sorriso...
Relampejando adormecido!

Áspero, o teu rosto...
Imaculado e bonito.
Entristece no desgosto...
Petrificando como granito.

Entoa na lembrança...
No eco intemporal!
Optimismo é esperança,
O pessimismo imortal!

4 comentários:

alphatocopherol disse...

Muito bom mesmo :)

Norsk Tørskfisk disse...

À medida que o maior evento cultural do ano se aproxima, o nível de participação vai subindo...

APC disse...

Hummm... Muito interessante!
;)

P.S.: desculpa não ter lido mais cedo... mas tu sabes! :)

João disse...

Muito, muito bonito... como todos os últimos textos do autor.

Não me canso de o dizer, mas reparem na evolução que ele teve desde que a PENA nasceu... é exponencial ;)