quarta-feira, agosto 13, 2014

Silencio

Silencio 
aproveito o silencio da noite
quebrado por musica 
produzida por uma agulha 
riscando um prato de vinil

silencio da noite 
que faz pensar em momentos
passados contigo 
momentos que poderíamos ter passado 

aproveito o silencio da noite
para te esquecer
para me reintegrar
para me reagrupar
para me reconstruir
para te colocar no álbum de recordações
que tu teimas em não ficar
com a tua constante presença 

este silencio nunca mais será o mesmo 
será sempre mais silencioso
será sempre mais solitário
será sempre mais triste

até esquecer e perder te na memoria

sinto me muito mais calmo sem ti 
muito mais solitário

e a agulha risca a ultima linha do prato de vinil
e o silencio volta a ser mais profundo 
depois de ti

Manuel Garcia

2 comentários:

ajspatricio disse...

Muito bom! Gostei!

Fanghua CS disse...

Bem-vindo Ricardo!

Gostei muito!

De facto, há silêncios que nos gritam aos ouvidos e ausências tão marcadamente presentes que se tornam opressivas...Bom take!